26.11.09

Quando a calúnia vier...

Infâmia, infâmia
Ouve-se a gritaria
Não te perturbes com isso
Nem percas a alegria

Jesus nosso Mestre
Passou bem pior
Foi preso ao madeiro
Fez do sangue suor

Morreram com horror
Discípulos dedicados
Nas garras dos leões
Que soltaram, esfomeados

Mantém-te sereno
Perante a adversidade
Continua trabalhando
Com muita humildade

Deus, o Criador
Conhece-te em profundidade
Sabe das tuas intenções
Se tens ou não maldade

Aquele que te difama
É também teu irmão
Não o esqueças
Na tua oração

E assim um dia
Feliz estarás
A obra não atrasaste
E não ficaste para trás

Cada um colhe
O que na consciência semear
Não te esqueças pois
De no mundo muito amar.

Poeta alegre
Psicografia recebida nas Caldas da Rainha, Portugal.

0 comentários:

Enviar um comentário