10.1.15

Actor na Vida...


O actor finge
Uma certa realidade
Mas ninguém sabe
Como está na intimidade

Faz rir, chorar,
Conforme o guião
Mas ninguém sabe
Como sofre o coração

Representa um personagem
Bondoso ou vilão,
E todos aplaudem,
Esquecendo que é ilusão

Todos somos actores,
Na peça da Vida
Só que não podemos fingir,
Senão perdemos a corrida

Que desempenhemos bem,
O nosso papel, 
Sendo correctos, honestos,
Com a Maria e c’o Manel

Agindo no bem,
Receberemos ovação,
Quando, no fim da vida,
Vier a desencarnação

Tal como o actor,
É pago pelo seu papel,
Também Deus pagará,
Se lhe fores fiel…

Poeta alegre

Psicografia recebida por JC na reunião mediúnica, Caldas da Rainha, Portugal, em 18 Fevereiro 2014

1 comentários:

Marcia disse...

Muito boa e real. Abracos.

Enviar um comentário