1.10.16

A consciência...

Consciência que
consciência não tem,
não sabe o que é,
o mal ou o bem…

Vive desarvorada,
envolta no egoísmo,
esquecendo que na Terra
não está em turismo.

O ego é tal,
que ignora quem é,
se foi no passado,
Maria ou José.

Vive com orgulho,
na sua “posição”,
desconhecendo, coitada,
que erra… na ilusão.

Quando chega a morte,
nova vida se desenrola,
recorda os erros,
praticados outrora.

Verifica agora,
até com desdém,
que ela não pode,
usar o que não tem.

Muito vai penar,
p’ra inverter a situação,
p’ra passar de odiado,
A precioso irmão.

É convidado,
à reparação,
com a caridade,
e a oração…

Passo a passo,
mudando o proceder,
granjeia amigos,
que o vêem “crescer”.

A Vida é assim,
vida de relação,
seja no Além,
ou na encarnação.

Procura sempre,
fazer amigos,
pois amanhã,
serão teus abrigos.

O Amor, a humildade,
são a solução,
para quem tem dor,
no seu coração…

Amando terás,
consciência, afinal,
e sendo consciente,
livras-te do mal.

Poeta alegre

Psicografia recebida por JC, em Óbidos, Portugal, em 1 Dezembro 2014

0 comentários:

Enviar um comentário