1.10.19

Espíritas: "Podemos viver bem, sem conflitos"

Pósteres temáticos de pesquisa espírita

Caldas da Rainha, Centro Cultural e Congressos (CCC), 28 e 29 de Setembro de 2019. As XV Jornadas de Cultura Espírita do Oeste debateram o tema “Conflitos existenciais: causas e soluções”, num evento cultural de alto nível, que trouxe a Caldas da Rainha 440 pessoas. Ora venha connosco, ao longo do texto.

Espíritas de Braga a Olhão, dos Açores, Alemanha, Brasil e França estiveram nas Caldas da Rainha, no fim-de-semana de 28 e 29 de Setembro de 2019, debatendo os conflitos existenciais da Humanidade, à luz da doutrina espírita (que não é mais uma religião nem seita, mas sim uma filosofia de vida).
Maurício Virgens, tenor e cantor lírico (Colónia, Alemanha) abriu o evento com três temas que encheram o grande auditório do CCC, após as boas-vindas por parte da Organização. A Vereadora da Educação da Câmara Municipal de Caldas da Rainha deu uma saudação muito especial, realçando a importância destes eventos na Sociedade multicultural e plural, bem como da educação como factor de renovação da qualidade do tecido social. Seguiu-se uma saudação do vice-presidente da Federação Espírita Portuguesa, Manuel Costa, e daí em diante foi um banho de espiritualidade, partilha de ideias, cultura, que se espraiaram ao longo de dois dias cheios de novidades. Logo à entrada, 10 pósteres temáticos abordavam de forma sistematizada, muita pesquisa espírita acerca de fenómenos mediúnicos, estatisticamente muito bem trabalhados por Jorge Gomes, da Associação de Divulgadores de Espiritismo de Portugal (ADEP).

Edição original de Allan Kardec

Pósteres temáticos muito procurados pelo público
Gláucia lima, psiquiatra falou do vazio existencial à espiritualidade, seguindo-se o Engº Carlos Miguel abordando o “Planeta Terra: que soluções?” com muita mestria. O Prof. Reinaldo Barros falou das migrações de ontem e de hoje, à luz do espiritismo. Seguiu-se uma entrevista a Jorge Gomes (escritor, jornalista, conceituado especialista em fauna e flora), sobre os pósteres temáticos acima referidos. Vasco Marques, um dos gurus dos “social media” em Portugal, falou da ADEP TV e das novas tecnologias, seguindo-se os “parabéns a você” à ADEP, que fizera 20 anos de idade no dia anterior. Da alegria e emoção passámos ao teatro espírita, num monólogo fabuloso do actor Edmundo Cezar (Brasil).

1ª exposição de arte espírita: os princípios básicos do espiritismo

No Foyer do CCC estava, além dos 10 pósteres temáticos (muito requisitados pelo público), uma exposição de arte espírita interactiva (pela 1ª vez em Portugal), levada a cabo por artistas espíritas caldenses, de grande qualidade, para além de uma riquíssima livraria espírita com 2 mil títulos, a preços de divulgação. Estava, igualmente, uma experiência de gravação e edição de vídeo com telemóveis (uma espécie de self-service na aprendizagem), muito frequentada e com muito êxito. Afinal é mesmo fácil, quando se tem conhecimento (sorrisos…).

João Paulo Gomes (Alcobaça), Sílvia Torres (Sonasfly) dos Açores e Carolina Leal de S. Martinho do Porto, cantaram e encantaram o púbico presente, não só nos intervalos, no Foyer, como antes das conferências, no Grande Auditório. 
No Domingo, a Profª Ana Duarte, de Évora, falou das nossas fugas psicológicas, seguindo-se Ulisses Lopes e Noémia Margarido (ambos dirigentes da ADEP) que, numa entrevista, abordaram o medo e como o superar.


Joana Santos conferenciou e fez "stand up comedy" espírita
Joana Santos médica, abordou o tema “Culpa, como sair dela”, de forma exemplar, para mais tarde deliciar o público com “stand up comedy” espírita, sendo uma referência em Portugal, nessa área. Seguiu-se a médica Joana Farhat, que falou dos “Tóxicos mentais” e de como os superar, enumerando técnicas para vencer esta tendência. Paula Silva, igualmente médica, explicou “Como morrer bem”, falando da sua experiência, no IPO do Porto, onde trabalha com doentes terminais. 


Edmundo Cezar voltou a entrar em cena, numa performance notável, seguindo-se a conferência de encerramento “Conflitos existenciais, dinâmica evolutiva da vida” com Jorge Gomes, que abordou o tema com tal profundidade, que em jeito de brincadeira, alguém o apelidava de Alfred Russel Wallace português. Este evento não poderia encerrar de melhor maneira, do que voltar a ouvir o tenor Maurício Virgens, que interagindo com a plateia, levou-a ao rubro, num misto de boas emoções e alegria.


Inovação, tecnologia e espiritismo
Convívio salutar















Nestes dois dias de debate, a filosofia espírita deixou exemplos de tolerância, compreensão, entendimento, colaboração em vez de competição e, acima de tudo, concluiu-se que podemos viver muito melhor sem conflitos, completamente desnecessários, estéreis, ficando no ar a mensagem de Gandhi (A paz é o caminho) e de Jesus de Nazaré (Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo).



Quando cada um, de per si, decidir ser feliz em vez de querer ter razão, tudo mudará para melhor, primeiro no nosso íntimo, e depois, na Sociedade.
Pode ver gratuitamente todo o evento em www.adep.tv

A comemoração dos 20 anos da ADEP

0 comentários:

Enviar um comentário