17.12.14

O aleijado...

Se eu soubesse
O que é o Amor
Aí na Terra
Teria menos dor

Se eu soubesse
O que é o Amor
Teria trabalhado
Com outro fulgor

Se eu soubesse
O que é o Amor
Ocuparia o tempo
Com mais rigor

Se eu soubesse
O que é o Amor
Jamais choraria
Perante a dor

Hoje, que sei
O que é o Amor
Sou convidado
A ser seu tenor

O convite veio
De Deus, o Criador,
Que assim permitiu
Exemplificar com fervor
  
Por piedade,
Implorei ao Senhor,
Voltar à Terra
Para cantar o Amor

E assim voltei
Sem pé e sem mão
Para rectificar erros
Do tempo da Inquisição

Exemplo no mundo
De esperança e fé
Eu bendigo ao Senhor
Não ter o pé

Espalho o consolo
Aos corredores
Que com dois pés
Aumentam suas dores

Aplaco-lhes a chaga
No coração ferido
Pelo ódio criado
Ao seu inimigo

E vendo assim
A minha alegria
Todos perguntam
Donde vem a energia?

Poeta alegre

Psicografia de JC, em Óbidos, Portugal, em 27 Outubro 2014

0 comentários:

Enviar um comentário