14.12.17

A razão de cada um...

"José tem razão",
vocifera o seu irmão.
O outro, discorda,
dando um safanão.

A discussão continua,
acesa com'ó fogo,
as palavras vão e vêm,
como se fosse um jogo.

Inimizades são criadas,
por causa da "razão",
deixam de se falar,
o ódio tolda a emoção.

Mas, afinal,
o que é a razão?
Não é apenas,
ter uma opinião?

Para quê
tanta confusão,
para prevalecer
mera opinião?

Os dias passam,
passam também os anos,
e com o tempo,
desfazem-se enganos.

Mais tarde, despertam,
choram de arrependimento.
Como foi possível,
perdermos tanto tempo?

Mais amadurecidos,
pelo calor da vida,
já não querem ter razão,
mas serem alma querida.

Dá cá um abraço,
diz o José ao João.
Que coisa mais parva,
é querer ter razão.

Abraçados, choram,
de profunda emoção,
ao contemplarem Deus,
nas estrelas da Criação...

Poeta alegre
Psicografia recebida por JC em Óbidos, Portugal, em 9 Julho 2015

0 comentários:

Enviar um comentário