13.10.16

Espíritas de todo o mundo em Lisboa, "Em defesa da Vida"...



O 8º Congresso Espírita Mundial decorreu em Lisboa, Portugal, de 7 a 9 de Outubro de 2016, organizado pela Federação Espírita Portuguesa. Cerca de 2100 pessoas de 42 países estiveram presentes, num evento que foi um hino à alegria.

Este congresso foi muito especial, não só por decorrer em Portugal (entre as Américas e o resto do mundo) mas pela maneira como decorreu, como foi organizado, pela temática central. Num mundo em dificuldades, nada mais oportuno do que o tema central “Em defesa da Vida”.
Foram muitos os argumentos em prol da Vida, não apenas convicções, opiniões, apontamentos doutrinários, mas essencialmente apontamentos científicos, filosóficos e morais em defesa da Vida, perfeitamente enquadrados na Doutrina Espírita.
Num espaço nobre da cidade de Lisboa, na sala Tejo do Meo-Arena, a organização conseguiu mostrar que o Espiritismo é cultura. Num espaço dedicado, variada e riquíssima livraria espírita com preços acessíveis, dispunha de livros espíritas em várias línguas, incluindo o árabe. Painéis interactivos com e-posters ostentavam trabalhos variados, apresentados por congressistas, integrando o Espiritismo em todos os patamares da Vida. Noutro canto, uma árvore da Vida recebeu milhares de corações autocolantes, com frases da lavra de quem desejasse colocar ali um pensamento. Mais adiante, espíritas do Paraná, Rio de Janeiro e Espírito Santo, tinham um espaço onde interagiam com o público, com modelos à escala de fetos com vários meses de vida, convidando os presentes a adoptar um desses modelos, e depois, a fazer uma introspecção sobre se ele gostaria de ter sido abortado e como foi bom a nossa mãe ter-nos “adoptado” para a Vida.
Simples, profunda e eficaz pedagogia, como simples é o Espiritismo.
Este congresso mostrou outra face da cultura espírita, com momentos inenarráveis de música, canto, bailado, integrados na temática em pauta. Com participantes de alto nível artístico, não poderíamos de deixar de realçar o monumental encerramento com o barítono Maurício Virgens, brasileiro, a cantar o “Hino à Alegria”, saindo do palco e integrando-se junto do público, envolvendo todos os presentes no seu sorriso, alegre, autêntico, magnetizante. A Vida é um hino à alegria, mesmo que seja muito dura, parecia dizer, no meio das notas musicais que saíam da sua boca, enlevando todos os presentes a meditações mais aprofundadas em relação à responsabilidade de viver.
Música, bailado, arte, livros e… conferências.

O Espiritismo é um hino à Vida e ao Amor:
viver é a melhor opção!

Havia para todos os gostos e feitios, desde teses mais filosóficas, outras mais de fundo moral e outras de índole científica.
José Raul Teixeira, doutorado em educação, abriu o congresso com uma singela prece, convidando todos os presentes a ligarem-se mentalmente aos planos espirituais superiores. Divaldo Pereira Franco, parecendo violar as leis da Natureza, foi, aos 89 anos de idade, um poço de alegria, de jovialidade, de entusiasmo, de serviço, abrindo e encerrando o congresso com duas belas palestras, altura em que o Espírito Bezerra de Menezes deixou pela mediunidade de fala (psicofonia), uma mensagem de incentivo ao Amor, já, agora, dia após dia.
André Trigueiro, jornalista, professor universitário, um dos maiores especialistas no Brasil em ecologia, e defensor da Vida contra o suicídio, fez notável conferência sobre “Espiritismo e ecologia” sendo longamente aplaudido de pé (à semelhança de Divaldo Franco) alertando os espíritas para as suas responsabilidades pessoais e grupais, nos centros espíritas, para um debate mais profundo e urgente em torno da defesa do planeta Terra.
O 8º Congresso Espírita Mundial foi diferente, pois sentia-se que a formalidade habitual, deu lugar ao convívio salutar, à alegria no ar, à simplicidade, parecendo uma família de mais de 2 mil pessoas.
A organização do 8º CEM está de parabéns pelo enorme esforço e trabalho.
A Associação de Divulgadores de Espiritismo de Portugal (ADEP) efectuou a transmissão em directo de todo o evento, numa colaboração gratuita (como sempre) com a Federação Espírita Portuguesa, pelo que poderá assistir ao 8º CEM, na íntegra, em www.facebook.com/adeportugal.org/videos ou em www.adep.pt/cem

Até ao próximo congresso, na cidade do México, em Outubro de 2019. 
















1 comentários:

Carlos Barbosa disse...

Aqui São Miguel Açores, escreve o vosso Irmão Carlos Barbosa, eu tinha tudo marcado para estar presente no 8º. Congresso Mundial de Espiritismo e já no Aeroporto sentimo mal com pedra na vesícula fui internado e só na terça feita tive alta terei de ser operado, mas vi com muito gosto o Congresso via Internet e adorei tudo esteve prefeito e mais saudades do meu bom Amigo e companheiro de luta Espírita José Teigo assim como o nosso Presidente Senhor Victor Feria, assim como o meu Irmão Divaldo Franco e Raul Teixeira que há muito não o via, parabéns pelo lindíssimo evento feito pela nossa Federação Espírita Portuguesa, um Abraço Espírita com Paz e Luz.

Enviar um comentário