28.10.16

As leis de Deus...

Quando agnóstico,
não queria saber de Deus.
Conversava, melhor,
com os amigos ateus.

Depois de morrer,
descobri a imortalidade,
e fui pesquisar,
as leis da divindade.

Engoli o orgulho,
a vaidade, o pedantismo,
e, aos poucos, fiquei
adepto do cristianismo.

Quanto mais estudava,
mais envergonhado ficava,
pois ao descobrir Deus,
minha ignorância aumentava.

Um dia, descobri,
que havia o espiritismo.
Pesquisei, interessei-me,
a ignorância, era um abismo.

Queria tudo saber,
a causa e o efeito,
só aí, percebi,
que, para tal não tinha peito…

Entendi filosoficamente,
a existência de Deus,
e assim, vou descobrindo,
enormes erros meus.

Mas, encontrei,
as divinas leis,
estão na consciência,
de plebeus e reis.

São assim, as leis de Deus,
perfeitas e universais,
escritas na consciência,
dos seres imortais…

Poeta alegre 

Psicografia recebida por JC, em Óbidos, durante o evangelho no lar, no dia 01/09/2016

1 comentários:

Isabel Mendes disse...

Que lindo e realmente tão verdadeiro, todos nós temos a noção do certo e errado mas por vezes ignoramos o que sentimos, calando essa voz dentro de nós.

Enviar um comentário