31.12.15

Agora...

União, união
grita a multidão
acção, acção,
clama a perturbação...

São chegados os tempos
que Jesus preconizou,
pai contra filho,
filho que o matou...

Estamos no "fim do mundo"
de moral podridão,
separa-se o trigo do joio
no seio da população

A luta é grande
entre o Bem e o Mal,
e mesmo os crentes
temem o "vendaval"

Jamais esqueçam
o que Jesus ensinou,
nenhuma das suas ovelhas
para trás ficou...

A turbulência, o descalabro
a violência, a inquietação,
abalam as fibras Íntimas
de qualquer coração...

É chegada a hora
de ver quem tem fé
quem confia em Deus
e se mantém de pé!

Desistir no Bem?
Nunca, jamais!
Porfiai, ide adiante,
falando dos imortais...

Protegidos na armadura
do Evangelho de Jesus,
chegareis a bom porto
aumentando a vossa luz.

Serenidade no coração
entendimento, compreensão
são as directrizes
p'ró caminho do perdão...

Chegou a hora
dos defeitos sacrificar,
meditando e orando
as virtudes aumentar

"Os cães ladram
a caravana passa",
que passem vocês,
sem sentir ameaça.

O vosso compromisso
é com o Mestre Jesus,
o que importa diariamente
é carregarem vossa cruz

Ide, confiantes,
Nunca estareis sozinhos,
Nós vos protegemos
nos sombrios caminhos.

Poeta alegre


Psicografia de JC, na reunião mediúnica do Centro de Cultura Espírita de Caldas da Rainha, Portugal, em 15 de Dezembro de 2015

2 comentários:

Vera Lourenço disse...

Obrigado Poeta Alegre :)
Vera Lourenço

Anónimo disse...

Obrigado Poeta Alegre, grande Poeta com muita categoria, com as quadras todas a rimar,é preciso ter sabedoria.

Enviar um comentário