17.9.15

Perdão, perdão...

Perdão, perdão,
Precisas de perdão
Como a boca
Precisa de pão

Mesmo assim,
Esqueces o perdão
Que está escondido
No teu coração

Ele está lá
em estado latente
esperando que o actives
Para limpares a mente

Deixa o coração
Exalar o perdão
Que espera por sair
Qual luminosa explosão

Não te dês ao luxo
De "lixo" coleccionar
Perdoa tudo e todos
Se queres Amar

Só não perdoa
Quem não quer
Quem está ocupado
Em muito sofrer

Mas, essa qualidade
Que tens no interior
É para amplificares
E desabrochares o Amor

Quem não perdoa
certamente adoece
E se não se cuida
Até enlouquece...

Se queres ser feliz
Na tua reencarnação
Muda de vida
E usa o perdão...


Poeta alegre


Psicografia de JC na reunião mediúnica do Centro de Cultura Espírita, Caldas da Rainha, Portugal, em 12 de Maio de 2015

0 comentários:

Enviar um comentário