1.7.15

Casamento ou tormento?


44 anos de tormento
Num casamento
Não são necessariamente
Motivo de desalento

Almas abnegadas
Escolhem no Além
Auxiliar desesperados
Que buscam o Bem

Fazem votos
De grande devoção
Mas, poucas levam
Ao fim, a intenção

No corpo carnal
A vida fica dura
E o sentimento nobre
Nem sempre perdura

Muitos desistem
Dos ideais assumidos
Cansados de Amar
Amores consumidos...

Outros, porfiam
Na tarefa inglória
Mal sabendo
Que fazem...história!

O Amor é solução
P'ra todo dissabor
Mas, para lá chegar
Por vezes vives na dor

Bendita sejas
Por assim porfiares
Um dia entenderás
Os teus "azares"

Casamento é luz
Em corações diferenciados
Que se unem pelo entusiasmo
De seres apaixonados

O objectivo é sempre
Amplificar o Amor
Mesmo quando aparece
A dificuldade, a dor

Casamento só é tormento
Quando se esconde o Amor
Tudo arde por dentro
E, depois em teu redor

Mas, isso é apenas
Uma tola ilusão
De quem não quis Amar
E tomou outra opção

Se queres um conselho
Faz como o jumento
Paciência e perseverança
Para o teu casamento

Poeta alegre

Psicografia de JC na reunião mediúnica do Centro de Cultura Espírita, C. Rainha, Portugal, em 19 Maio 2015

1 comentários:

Maria Júlia Ramalho disse...

Muito bom. Como praticamente todas as crónicas.
Bem haja.
Um beijo no coração.

Enviar um comentário