20.4.15

O porquê da Vida...

Vieste à Terra,
P'r amadurecer,
Está na hora,
De crescer, crescer.

Reencarnaste,
P'rá evolução,
Aproveita o momento,
Exercita o perdão.

Comer, dormir,
Trabalhar, passear,
Não são o objectivo,
Do teu reencarnar.

Difíceis testes,
Ficaram reservados,
Antes de voltares,
Ao mundo dos encarnados.

São os testes,
Da indulgência,
Da tolerância,
E da paciência.

Vieste à Terra,
P'ra rejuvenescer,
O intelecto e a moral,
Crescer, crescer...

Olha p'ra ti,
Com rectidão,
Não percas tempo,
Na inacção.

Amanhã poderás,
Não ter tempo,
De corrigir
O momento...

Esforça-te então,
Por melhorar,
Um pouco cada dia,
Até desencarnar.

O objectivo da Vida,
Nesta reencarnação,
É aprender sempre,
Que o Amor é a solução!


Poeta alegre 

Psicografia recebida por JC na reunião mediúnica do Centro de Cultura Espírita, em Caldas da Rainha, Portugal, em 10 de Fevereiro de 2015.

0 comentários:

Enviar um comentário