13.8.10

Ser pessoa... nos dias de hoje !

Numa altura em que a palavra "crise" entra nas nossas casas, rapidamente a associamos ao movimento das Bolsas de Valores, economia, finanças.
Vivemos num mundo essencialmente materialista, onde o homem, mortal (fisicamente), vive como se fosse imortal, enganando, roubando, matando, entre outras atitudes menos nobres, sem cogitar do seu futuro espiritual.
Perdido o Norte de Deus ("inteligência suprema, causa primária de todas as coisas ", in "O Livro dos Espíritos", Allan Kardec), o homem agita-se, agonizante, em busca da felicidade que não tem, busca-a freneticamente no prazer físico passageiro, frustra-se, suicida-se, mata, rouba.
Os valores, outrora referências ético-morais, são agora desprezados, esquecidos.
Ser moderno é, trilhar o caminho da má-educação em nome da frontalidade, ter sem se preocupar como e porquê, atingir os objectivos sem olhar a meios.
O sucesso mede-se pelas contas bancárias, pelos actos de violência física e psíquica, pela libertinagem a todo o nível, confundida com liberdade.
Por isso, o homem estertora, agoniza, vive sem Viver, arrasta-se no mundo sem perspectivas de vida, atolado que está no pântano do egocentrismo.
No capítulo V do livro "O Evangelho Segundo o Espiritismo", de Allan Kardec, encontramos referência a um tema muito actual: causas das aflições.

O Homem, na sua miopia espiritual, continua a insistir
na estratégia do egoísmo, do orgulho, do ódio
 
Identificadas as causas, a Doutrina Espírita (ou Espiritismo) propõe alternativas, lógicas, lúcidas, em que a fé é raciocinada, e não mais imposta pelo fanatismo dogmático.
As propostas são antigas, foram apresentadas à humanidade por Jesus de Nazaré, no entanto, o Homem, na sua miopia espiritual, continua a insistir na estratégia do egoísmo, do orgulho, do ódio.
Somente re-orientando vidas, re-orientando alicerces, objectivos ético-morais em sintonia com os objectivos materiais, poderemos colocar em prática o roteiro que, será a antecâmara da nossa felicidade: fazer ao próximo o que desejaríamos que ele nos fizesse, e não fazer ao próximo aquilo que não gostaríamos que nos fizessem.
Parece igreijeiro, lamecha, fora da realidade, mas, somente aplicando estas indicações de Jesus aos modernos modelos sociais, económico-financeiros, políticos, conseguiremos vislumbrar um futuro mais feliz para todos, mais risonho, mais justo e mais fraterno.
Esse futuro, dizem os bons Espíritos, repetidamente, através de inúmeros médiuns pelo mundo fora, está para muito breve, após grandes alterações geológicas e sociais que catapultarão a humanidade para uma nova realidade existencial, mudança esta em curso com a reencarnação de novos seres, devotados à paz, que vêm à Terra, dar novo vigor, um empurrão em todas as áreas do conhecimento, em direcção ao desiderato traçado por Jesus de Nazaré há cerca de dois mil anos.
Estaremos a entrar então numa época em que o planeta Terra se transformará em Planeta de regeneração, onde o bem se sobreporá ao mal, transformação essa derivada da aplicação da máxima colocada no túmulo de Allan Kardec, "Nascer, morrer, renascer ainda, progredir sem cessar, tal é a lei".

Bibliografia: "O que é o Espiritismo?"; "O Livro dos Espíritos", "O Evangelho Segundo o Espiritismo", "A Génese", "O Céu e o Inferno", "O Livro dos Médiuns", todos de Allan Kardec.

1 comentários:

Anónimo disse...

Olá Lucas

Os bens materias são necessários para o quotidiano das pessoas,assim foram postos á nossa disposição, vestir, comer, beber, passear, etc ..., de uma forma controlada fazem parte da nossa vida enquanto espiritos encarnados e deles necessitamos.
No entanto o egoísmo, a ganância, o orgulho, que descontrolam o nosso sentido de necessidade não são necessários para o nosso quotidiano, mas assim pensam as pessoas e como tu dizes sentem que são imortais e de facto o são mas depende delas facilitar ou piorar esse percurso imortal que nos espera a todos.

Dalai Lama dizia que " O homem enquanto novo perde a saúde a enriquecer e depois quando velho estraga a riqueza á procura da saúde que perdeu", dá que pensar sábias palavras despertando-nos para a realidade daquilo que deveríamos ser e que iremos ser mais tarde ou mais cedo, o mundo efectivamente está em transformação, novos espiritos estão aí a aparecer e nós já os vemos á nossa volta com outras ideias outro sentido de vida e que irão projectar o mundo para um planeta mais harmonioso, no entanto temos de por a nota que este trabalho já vem sido feito há muito tempo.

Que em nome de Jesus caminhemos todos lado a lado para um mundo e um Universo mais acolhedor.

Vitor

Enviar um comentário