18.8.10

Hidrocefalia...

Dia feliz, naquele lar
Ouviam-se os vagidos
De Joana que nascera
Pr’alegria dos entes queridos

O Amor dos pais
As lágrimas de alegria
Faziam-na querida
Naquele maravilhoso dia

Estava para chegar
O golpe fatal
A menina sofria
De doença cerebral

Joana, a bebé querida
Tinha hidrocefalia
A cabeça era grande
Crescia, crescia

Tamanho desalento
Alcançou os seus pais
Que viveram doravante
Em aflitivos “ais”

“Que fizera a menina
Para sofrer tal sorte? 
Maldito seja Deus
Antes preferia a sua morte”

“Oh homem, não blasfemes
dizia a esposa dedicada. 
Deus sabe o que faz
Na nossa jornada.”

Foram ao Centro Espírita
Pedir auxílio divino
E a resposta veio
Pelo médium Paulino

Joana, a bebé,
Outrora orgulhosa,
Não aceitara que o marido
A trocasse pela Rosa

Em dia cinzento
Esperara o trem
Ao entrar na curva
Atirou-se com desdém

Esfacelada na cabeça
Espavorida verificou
Que largara o corpo físico
Mas a morte falhou...

Sofrendo no Além
Tamanha desdita
Pedira para voltar
Pr’o colo da Rita

Os pais de agora
Resgatam o passado
São cúmplices d’outrora
No acto desgraçado

Como ela não se perdoou
Voltou em perturbação
Colhendo no corpo
A falta do auto-perdão

As marcas do trem
No ser espiritual
Aparecem agora
No corpo carnal

Ela viverá pouco
Nesta reencarnação
Queimando o fluído
Da outra vida, então.

Os pais aprenderão
O Amor espiritual
Resgatando com a filha
O Amor carnal

Mais tarde, no Além
Os três recuperados
Abraçaram-se chorando
Pelos erros do passado

Em prece jubilosa
Agradeceram a Jesus
O ensejo da luta
A vitória da sua cruz

Compreenderam então
Que o sofrimento na Terra
É apenas o fruto
Daquele que antes erra.

Com este caso singelo,
Deixo o meu conselho amigo:
Amem-se uns aos outros
E assim não correm perigo.

Amanhã jubilosos
Entrarão no Além
Com os corações ditosos
Pela prática do bem !


O vosso amigo de sempre,
Poeta alegre

Psicografia recebida por J. C., em 19 de Julho de 2010, em Óbidos, Portugal

3 comentários:

Anónimo disse...

Que poema lindo e tão sábio, que mostra bem como é tudo tão simples e com explicação...

Anónimo disse...

Parabéns ! Fantástico!

jose fernando disse...

Ótimo bem didático

Enviar um comentário