31.7.10

Reencarnação: o caso do piloto James Houston

A reencarnação, outrora uma crença de cerca de 2/3 da população mundial é hoje uma evidência científica insofismável, sustentada pela enorme pesquisa efectuada a nível mundial, principalmente nos últimos 60 anos. Hoje, vamos abordar um caso investigado nos EUA, onde, uma criança lembra-se de uma vida passada, onde teria sido um piloto de guerra americano, abatido pelos japoneses.

Estado do Lousiana, EUA. a família Leininger acredita que o seu filho, James, hoje com 11 anos, é a reencarnação de um piloto de avião de combate que participou da II guerra mundial.
Desde os 2 anos de idade que James começou a vivenciar lembranças que seriam do tenente James McCready Houston, que aos 21 anos, em 1945, foi abatido na batalha de Iwo Jima. Aos 2,5 anos, ele e a mãe foram comprar um brinquedo. Um avião, claro. A mãe, Andrea, pegou um modelo e disse-lhe que na parte inferior havia uma bomba.  Para surpresa da mãe, o menino afirmou que não era uma bomba, mas um pequeno tanque de combustível. A família nunca teve militares entre os seus e, até então, nenhuma ligação com aviões. O pequeno James, que sempre teve um interesse extraordinário por aviões, começou a ter estas recordações depois de visitar o Museu de Aviões Kavanaugh, em Dallas, no Texas. Alguns meses depois da visita, James começou a ter pesadelos com a queda de um avião e fogo. E gritava que o piloto não conseguia deixar a aeronave. James continuava a dar indicações sobre uma vida anterior. Quando a mãe serviu bolo de carne, que ele nunca tinha visto ou comido, disse que não comia aquele prato desde Natoma. O menino ainda disse que chamava-se James Houston e citou o nome de um colega da tropa. 
O pai do miúdo, Bruce, começou a pesquisar e descobriu o nome de um navio chamado Natoma Bay, que lutou  na batalha de Iwo Jima. Um de seus tripulantes era James Houston. Bruce também descobriu que o avião de Houston fora abatido pelos japoneses em 3 de Março de 1945. Tais informações foram confirmadas por outro piloto, que voava ao lado do falecido James Houston Jr. durante uma incursão perto de Iwo Jima, em 3 de Março de 1945.
Os Leiningers encontraram uma parente e conhecidos de James McCready Houston. 

No dia em que a humanidade tiver consciência 
da realidade da reencarnação, operar-se-á na Terra
 uma revolução, superior à revolução industrial. 

Esta história, recheada de ricos detalhes, encontra-se relatada no livro “Soul Survivor: The Reincarnation of a World War II Fighter Pilot", algo como "A alma sobrevivente: A reencarnação de um piloto de combate da II Guerra Mundial", que foi traduzida para o português, no Brasil, com o título "A Volta", da editora Best Seller. 
Este caso foi amplamente debatido na TV ABC nos EUA. 
Este e milhares de outros casos, estudados nestes últimos 60 anos, vêm de encontro à crença na reencarnação da grande maioria da população do planeta Terra, crença esta baseada em factos, de tal ordem  insofismáveis, que levaram o notável cientista, recentemente falecido, o médico psiquiatra americano, Ian Stevenson afirmar numa entrevista à Notícias Magazine, em Portugal: "Hoje em dia, qualquer pessoa pode acreditar na reencarnação, com base em provas". 
No dia em que a humanidade tiver consciência da realidade da reencarnação operar-se-á na Terra uma revolução superior à revolução industrial, vaticinou o eminente cientista, vindo assim de encontro aos postulados da Doutrina Espírita (ou Espiritismo). 
Nessa altura deixará de fazer sentido o racismo, a xenofobia, a diferença de classes ou de género, já que o ser humano entenderá que o Espírito nasce no corpo, no país, na condição social, na polaridade sexual que lhe é mais útil para a sua evolução espiritual.
"Nascer, morrer, renascer ainda, progredir sem cessar, tal é a lei".

13 comentários:

Anónimo disse...

Muito interessante. Gostei muito.

ana carolina monteiro disse...

adorei a sinopse, assim que sobrar um dinheirinho vou correnda a livraria comprar.

Anónimo disse...

Já li o livro e é muito bonito e interessante a riqueza de detalhes e a semelhança física do garoto com James Huston Junior é muito grande, pra mim a reencarnação e a sobrevivencia do espirito após sua morte física, bem como suas lembranças da vida anterior são fatos e não charlatanice como muitos descrentes pensam e querem fazer os outros acreditarem. Ainda encontramos muitas pessoas inclusive cientistas que tem medo de perder o poder sobre as coisas e por isso tentam desacreditar provas contundentes sobre há existencia de vidas passadas, pois se elas realmente se confirmarem muitas "verdades científicas" e dogmas religiosos caíram por terra, e eles não querem isso. É uma pena pois a reencarnação explica muitos fenomenos e até poderia ajudar a entender muitas doenças inclusive psiquiátricas e isso ajudaria muitas pessoas. Mas essedia vai chegar e espero que em breve. Abraços.

Anónimo disse...

Estou terminando de ler o livro e, simplemente é o melhor livro que eu ja li

Anónimo disse...

Acredito muito na reencarnação inclusive minha sobrinha quando tinha trê anos,passava com sua mãe próximo a um antigo armazem de fumo qundo derepente falou com a mãe:" eu já trabalhei aqui nessa casa eu calçava um tamanco que eu adoravaa" a mãe ficou meio pensativa e comentou com seus parentes sobreo assunto. ficamos observando-a sempre que ela converçava.Outro dia ela com os outros dois primos da mesma idade dizia vamos para o céu? um deles respóndeu "eu não,eu já vir de lá" foi mais um caso super interessante pelo fato de eles serem tão pequenos. Mas o tempo passou e eles não prosseguiram com mais fatos. Mas foi impressionate.

Anónimo disse...

Procurem no youtube que há uma reportagem de TV entrevistando os pais, os amigos do antigo piloto.Está no youtube.

Anónimo disse...

radarman@uol.com.br (Vlademir Rates)
Lendo o livro, inicialmente eu sublinhava os trechos que achava interessante na explanação sobre reencarnação, pois o entrave de muita gente não aceitar a reencarnação, por motivos culturais, pré-conceitos, "desconhecimento" ou seja lá por qual motivo, leva a maioria das pessoas a "patinarem" dia-a-dia em acontecimentos que somente podem ser explicados por um cunho sob a visão Espírita (dos espíritos). Mas, logo parei e percebi que todo o tempo o pequeno James sinaliza para suas claras lembranças da outra encarnação e até o ceticismo filosófico do Bruce (pai de James) exemplifica larga corrente de pensamento de muita gente. Um dos momentos de ápice (para mim) foi quando o James elogia Bruce como pai e "fala que o escolheu" antes de nascer, descrevendo o seu primeiro encontro com detalhes de uma noite linda de luar e cinco semanas depois Andréia estava confirmando a concepção. Fantástico - em confirmação - das Leis Divinas para quem tem o mínimo de conhecimento da Doutrina Espírita, mas muitos ainda consideram sobrenatural. Há muito já havia deixado de sublinhar. Gostei da biografia e recomendo a todos que se interessem ou não pelo tema.

Jan disse...

Para quem quiser ter um ótimo resumo do livro, aqui vai o link do programa da ABC News, com detalhes da família e do garoto: https://www.youtube.com/watch?v=8UUjtFAEINg.

Anónimo disse...

Outro livro que indico é " Grilhões Partidos " , um amigo que foi pracinha na segunda guerra conheceu os personagens do livro .

Rubem Fernando Xavier da Cruz disse...

RUBEM XAVIER -Brasil
O que mais me chamou a atenção é o fato de os pais do menino serem Batistas. Que é uma doutrina a que abomina a reencarnação. Foi muita coragem e amor o desafio deste pai ir em busca de dados históricos para ajudar o filho e a entender o ocorrido.

Anónimo disse...

Querer revestir teorias nao comprovadas de aparente teor cientifico eh sim um sofisma. O texto fala de um livro que parece interessante, mas dizer que eh um facto, isso eh um pouco demais.

José Lucas disse...

Caro Anónimo,
Fazer considerações acerca de um livro que não leu isso sim, é sofisma.
Se tivesse lido o livro, investigado os factos veria que eles ocorreram, de facto.
A reencarnação hoje em dia está provada cientificamente (Ian Stevenson, Hemendras Nath Banerjee, Hernani Guimarães Andrade, Jim Tucker, Erlendur Haraldsson e tantos outros.
Como diria Galileu... "e no entanto, ela move-se!" :-)

Alberto Maçorano disse...

Infelizmente, só os "cegos" e lunáticos não conseguem enxergar.

Enviar um comentário